ESCUTA PSICANALÍTICA

Escuta psicanalítica trata-se da escuta que o psicanalista pode oferecer em relação ao que o sujeito traz de modo que questões subjacentes ou seja, inconscientes ao que é manifesto tenham a devida importância. Ao falar ao analista sobre o que incomoda inevitavelmente o inconsciente se manifesta e cabe ao analista através de sua escuta marcar as manifestações inconscientes que se entrelaçam com os conflitos, sofrimentos conscientes ao analisante.

A psicanálise se diferencia dos outros campos que tratam do sofrimento psíquico ao se ocupar do inconsciente. Freud pôde, através da escuta de seus pacientes, verificar que muitos sintomas que se manifestavam no corpo, em rituais obsessivos, em fobias, angústias tinham em sua causa certos conflitos inconscientes para o sujeito. Desse modo, seu conteúdo não era possível de ser acessado, mas manifestava-se nas formações inconscientes: sonhos, atos falhos, sintomas e chistes. Diferentemente da medicina e de outros campos de saber que tratam do sofrimento humano, a análise promove a possibilidade de se curar pela palavra, pois compreende que muitas vezes tratar o que está aparente não traz uma resolução efetiva, faz-se necessário ir afundo para a resolução do sofrimento.
Lacan pôde avançar na psicanálise contribuindo com novas formulações em que deu um lugar diferenciado a linguagem na compreensão das formações do inconsciente objetivando ao sujeito viver de uma maneira mais próxima ao desejo. 
1/3

Segunda - Sexta      08:00 - 19:00
 

PSICANALISTA
LÍGIA BORBA   48 98478-9775

Escutapsicanalitica.com

renato_181.jpg